SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br
17/09/2021 - 11:15

 

A Prodepa (Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará) implantou, nos últimos meses, novos hotzones nos municípios de Alenquer, Almeirim (distrito de Monte Dourado) e Belterra, na região do Baixo Amazonas; Floresta do Araguaia, no Sudeste; Magalhães Barata, no Nordeste, e Muaná, no Arquipélago do Marajó.

Durante todo o ano de 2021 a empresa vem trabalhando para ampliar o atendimento a novas localidades, como parte do compromisso com a transformação digital, especialmente no momento da pandemia de Covid-19, que tornou as relações menos presenciais. Estes fatores levaram a empresa a agilizar o processo de inclusão em regiões mais carentes de serviços de qualidade. Essas comunidades, agora, recebem internet banda larga gratuita e estão conectadas aos serviços públicos disponíveis na internet.

De acordo com Tiago Cardoso, gerente de Projetos Especiais da Prodepa, a internet pública e de qualidade nessas regiões supre lacunas deixadas pelas operadoras privadas. Segundo ele, o interior do Estado ainda sofre com a falta de bons serviços de internet, por isso as zonas de acesso livre são fundamentais para a transformação digital.

“O nosso interior é muito sofrido em relação à inclusão digital. Temos uma carência muito grande em prestação de serviço. As grandes operadoras privadas não prestam um serviço satisfatório. Então, o governo, ao dispor minimamente de um acesso livre, já impulsiona o uso da tecnologia e da internet nesses municípios. É comum você ver pessoas utilizando os pontos de acesso à internet gratuita para utilizar suas redes sociais, mandar mensagens, fazer transações bancárias e afins. A Prodepa supre essa demanda com muita qualidade no serviço”, afirma o gerente.

Integração - O trabalho de inclusão digital da Prodepa mostra a grande importância de levar acesso à internet até cidades mais carentes de serviços tecnológicos, tendo em vista a dificuldade das pessoas dessas regiões de estarem incluídas no mundo virtual e de estarem integradas aos serviços digitais do governo. A Prodepa, com seu trabalho, permite que os moradores estejam mais conectados.

João Martins, tecnólogo em Informática do Núcleo da Prodepa em Muaná, falou sobre pessoas de renda inferior que antes não tinham condições de utilizar a internet. Com o novo hotzone na praça da cidade, todos puderam ter acesso à rede gratuita e de qualidade.

“Em Muaná, a desigualdade social fez com que parte da população não tivesse acesso à internet de forma gratuita e precisava utilizar para acessar as suas redes sociais, até mesmo para fazer deveres escolares, principalmente no período da pandemia. A internet gratuita instalada na Praça de Muaná foi de suma importância para todos onde a comunidade, independentemente da sua renda, utiliza da mesma forma. Isso nos permite sonhar com mais inclusão digital”, acrescenta João Martins.

 

 

Texto: Juan Pereira 

Supervisão: Luiz Flávio (PRODEPA)

Foto: Marcos Seabra/Agência Pará