Áreas

26/01/2018 - 12:30
Prodepa entrega prédio anexo à sede para melhor armazenamento de equipamentos de tecnologia

A Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) inaugurou nesta sexta-feira (26) o novo Anexo ao Almoxarifado que abrigará equipamentos de grande porte como antenas, racks e nobreaks e cabos de fibra óptica. O antigo almoxarifado ficou pequeno para o tamanho do crescimento da Prodepa. O objetivo é facilitar o trabalho da equipe e garantir um melhor condicionamento dos equipamentos de tecnologia.

Com 660 metros quadrados, o novo prédio, feito com recursos próprios, teve um investimento de R$ 431.728,19 e foi construído no local onde ficava a antiga quadra de esportes já sem uso. Estiveram presentes no evento o presidente da Prodepa, Theo Pires, e o diretor Administrativo e Financeiro, Ernesto Lisboa, além dos funcionários da empresa.

Theo Pires falou dos futuros projetos de melhorias nas instalações da Prodepa e reforçou a importância da retomada de alguns projetos. “Vamos implantar um prolongamento da passarela entre o prédio da empresa e o anexo onde fica o restaurante para evitar que os funcionários peguem chuva. E também reformar e construir uma passarela entre o prédio principal e a entrada da Prodepa pela Augusto Montenegro”, afirmou.

Para o presidente este é um momento importante, pois a inauguração do anexo reforça o compromisso de toda a diretoria em dar qualidade de vida no trabalho aos servidores e melhor atender à população do estado do Pará. “Vimos a necessidade de armazenar com qualidade e segurança os equipamentos, os dispositivos que a Prodepa é hoje responsável pela implantação no estado. E ao mesmo tempo, estamos melhorando a infraestrutura dos municípios do interior e implantando em novas localidades. São desafios novos, tentando alavancar a missão da Prodepa de atender o governo do estado em benefício do cidadão, utilizando ferramentas de tecnologia da informação e comunicação, num cenário de contensão de despesas que é a realidade que enfrenta hoje no ambiente público no Brasil inteiro”, concluiu Pires.